Cuidando das lesões no Carnaval


>





O carnaval está chegando e a ansiedade dos foliões (e dos que só querem relaxar) aumenta. No entanto, na ânsia por alguns dias de folga, algumas pessoas acabam se descuidando e cometendo alguns erros que podem gerar consequências posteriores nada agradáveis. Especialistas do Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia (Into) alertam para os cuidados que devem ser tomados nessa época.

Para quem vai cair no samba, a atenção deve ser redobrada com relação, principalmente, ao joelho e à coluna. O coordenador hospitalar e membro do grupo de Joelho do Into, Naasson Cavanellas, explica que o esforço concentrado no carnaval, para os sedentários, pode ocasionar desde dores articulares, musculares e distenções, até problemas mais graves, como lesões musculares, tendinites, entorses e dores de coluna.


A primeira recomendação do especialista é a prática de atividades físicas no período pré-carnaval, principalmente as aeróbicas, como caminhar, dançar ou andar de bicicleta. Mas se não deu tempo de se preparar, ele aconselha realizar alongamentos antes de sair para as ruas, além do uso de calçados apropriados.

– Não é recomendável o uso de chinelos. Os calçados mais adequados são os fechados, para proteger os pés, e de solado macio, para prevenir os impactos e a sobrecarga – ensina.

E para quem já exagerou e acabou se machucando, o médico aconselha fazer compressas de gelo e repouso. Nos casos mais graves, procurar imediatamemente o atendimento hospitalar de emergência mais próximo.

Outra preocupação nesse período é a prevenção de acidentes no trânsito e a falta de atenção com o mergulho em águas rasas. Muitas pessoas optam por aproveitar o carnaval para cair na estrada rumo a destinos paradisíacos, cheios de rios e cachoeiras. O chefe do Centro de Trauma da Coluna do Into, Luiz Cláudio Schettino, afirma que nesse período aumenta bastante o número de traumas de coluna por essas causas.


– O problema é que esses acidentes podem causar fratura da coluna cervical, gerando consequências graves como as lesões neurológicas, podendo levar a vítima até a uma tetraplegia ou paraplegia – alerta.

A recomendação do médico para quem vai fugir da badalação do carnaval é ter cuidado com os mergulhos em águas rasas, como cachoeiras, rios, riachos e piscinas, pois podem bater em alguma pedra não visível e lesionar a coluna.

Para os que vão dirigir, as orientações são as já bastante conhecidas, porém, nem sempre respeitadas: não esquecer o cinto de segurança e não misturar bebidas alcoólicas à direção.
Share on Google Plus

About Faça Fisioterapia

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.
    Blogger Comment
    Facebook Comment