Avaliação fisioterapêutica na ruptura muscular







Como eu já falei em outro blog que eu edito, a avaliação é a hora que o fisioterapeuta pode saber tudo da história do paciente. Procurar entender qual foi o mecanismo de lesão, se aconteceram outras vezes, se é a primeira lesão que se tem é fundamental para um bom entendimento e consequentemente uma boa prescrição de tratamento.

Para se tratar uma ruptura é importante saber que ela pode ter duas causas: erro de mecanismo e predisponentes.

A principal característica do erro de mecanismo é quando uma há um exagero de treinamento ou se faz a movimentação de uma forma errada, sobrecarregando uma estrutura e a fazendo realizar um movimento contrário ao seu natural.

O predisponentes tem a ver com a fadiga da musculatura, com as condições climáticas, ou erros de treinamento como forçar uma musculatura quando ela não está preaparada.

É importante saber a quanto tempo foi a lesão para caracterizar se a lesão é aguda ou recidivada e qual o tempo decorrido até o atendimento.

O “mecanismo de lesão” é fundamental, não só para detectarmos a causa da lesão, mas também para estabelecermos o planejamento terapêutico. A maioria das lesões ocorre na musculatura antagonista ao movimento executado.

Finalmente, o “exame físico” deve basear-se não só na inspeção estática e dinâmica, quando poderemos observar as irregularidades com saliências ou depressões no corpo muscular. É, porém, na palpação que podemos constatar a devida extensão da lesão. A palpação executada com o músculo em contração contra certa resistência, acrescida da dor e impotência funcional, leva ao diagnóstico definitivo.

O diagnóstico deve ser preciso, sendo citados o músculo, o local da lesão e a gravidade do caso.

No próximo post e último post da série falaremos sobre o tratamento de fisioterapia para casos de ruptura muscular.




Capacite-se para atender melhor os pacientes:
  • Anamnese - Passo a Passo para uma boa avaliação
  • Combo Joelho e Quadril - Cursos Online
  • Exercício para Ganho de Força Muscular: Prescrição Terapêutica

  • Gostou o texto? Nos siga nas redes sociais: Instagram, Facebook e Twitter

    Quer anunciar neste blog?
    Mande uma mensagem no Whatsapp clicando aqui

    Quer sugerir uma pauta?
    Mande uma mensagem no Whatsapp clicando aqui ou um email clicando aqui

    Poste um Comentário

    Tecnologia do Blogger.