Tratamento para a Sindrome do Piriforme


>





Resultado de imagem para sindrome do piriforme

A Síndrome do Piriforme é uma dor aguda por compressão nervosa, localizada na região glútea, unilateral e que pode irradiar para região posterior da coxa, podendo chegar até o pé. Ou seja, seguindo todo o trajeto do nervo ciático, ocasionando muita dor nesta região.

Pode apresentar ainda, déficit motor e/ou sensitivo em alguns casos, onde a pessoa pode começar a claudicar e referir formigamento no trajeto do nervo ciático. Esta dor é muitas vezes confundida com crises de dor de hérnia de disco lombar, já que em ambas os sintomas são muito parecidos, pois nas duas o nervo acometido pode ser o mesmo.

O tratamento da Síndrome do Piriforme inclui analgésicos, antiinflamatórios, injeção local de anestésicos e corticóides, injeção de botox, massagem transretal, acupuntura(que tem como principio aumentar as endorfinas fisiológicas do nosso corpo para que possamos tolerar um nível maior de dor), aparelhos como ultra-som e TENS para o alívio da dor e formigamento/dormência e para remover metabólitos e tecido cicatricial (evita fibrose), além de acelerar a resolução da lesão.

A aplicação de gelo deverá ser feita para diminuir a dor, pois o gelo tem efeito analgésico e antiinflamatório. Pode ser feito da seguinte forma: coloque várias pedras de gelo num saco plástico e amarre. Coloque este saco dentro de um tecido fino e úmido e coloque na região glútea, mantendo por 20 minutos. Repetir 3 vezes por dia e não tomar banho logo após a aplicação, para não interromper o efeito do gelo.

Os exercícios devem ser iniciados assim que houver algum alívio da dor, de acordo com o quadro apresentado pelo paciente. Os alongamentos devem ser feitos no início de forma leve e os fortalecimentos devem ser introduzidos gradualmente.

Todos os músculos envolvidos, além do piriforme, devem ser alongados e fortalecidos para que funcionem em harmonia sem causar nenhum transtorno ao atleta no futuro.

O retorno ao esporte deve ser um processo gradual. O tempo de retorno dependerá da extensão da lesão e do nível de atividade praticada.

Infelizmente, a Síndrome do Piriforme não costuma ser tratada adequadamente devido às dificuldades de diagnóstico. Com o crescimento vertiginoso do número de praticantes de esportes e de exercícios e com o "culto do bumbum perfeito", muito forte em nossa cultura, a doença tende a atingir um número cada vez maior de mulheres.

Tenha Cursos online e Ebooks de Fisioterapia para melhorar o seu conhecimento.

Publicado em 22/09/10 e revisado em 16/04/19


  • Kit 3 em 1: ebooks de fisioterapia hospitalar, testes ortopédicos e exercícios funcionais por R$ 39,90
  • Cursos e Ebooks de Fisioterapia
  • Drive Virtual com artigos Científicos

  • Tratamento para a Sindrome do Piriforme Tratamento para a Sindrome do Piriforme Revisado by Faça Fisioterapia on 19:49 Nota: 5