Fraturas do Fêmur Proximal







As fraturas do quadril tem maior ocorrência em pacientes idosos, podendo causar sérias consequências, como limitar as atividades diárias, aumentar a dependência a tais atividades, ou desenvolver sérias limitações levando a morte.

A prevenção da fratura do quadril é a melhor forma de evitar tais complicações, e esta deverá ser feita com o controle da osteoporose, fortalecimento muscular, atividade física, e controle domiciliar retirando tapete e colocando corrimão em banheiros, tudo para evitar quedas que levarão a fratura.

As fraturas do quadril se dividem em fraturas do colo do fêmur e em fraturas da região trocanteriana.



A maioria das fraturas ocorre por queda. Porém quando a osteoporose ou outra patologia tornam o osso fraco a fratura poderá ocorrer com estresse pequeno, como após girar o corpo, ou levantar-se da cadeira.

As fraturas do fêmur proximal causam dor, limitação da mobilidade, e dificuldade ou incapacidade em andar, dependendo aqui do deslocamento da fratura.

TODO PACIENTE APÓS UM TRAUMA E QUE APRESENTE DOR NO QUADRIL , TEM FRATURA DO FEMUR PROXIMAL, ATÉ QUE SE PROVE O CONTRÁRIO.


Algumas pessoas com fratura impactada podem andar, porém com dor. Ao exame observa- se o desvio do membro fraturado e a dor a manipulação membro.
O diagnóstico é confirmado com Rx e se necessário Tomografia computadorizada ou Ressonância magnética.

Após a fratura do colo do fêmur, artrose do quadril poderá se desenvolver devido à lesão da circulação à cabeça do fêmur. Sem uma boa circulação ocorrerá o colapso da cabeça, levando a dor e outros sintomas característicos da artrose do quadril
O tratamento das fraturas do fêmur proximal é eminentemente cirúrgico, para que o paciente tenha o alívio da dor, e retorne a ficar sentado ou a deambular o mais rápido possível, evitando assim complicações como escaras, tromboses, pnemonia.

O tipo de cirurgia depende do tipo da fratura e do grau de atividade do paciente.

Para as fraturas do colo do fêmur pode ser realizado:

» Fixação da fratura com parafusos;
» Fixação da fratura com placa e parafusos;
» Artroplastia total do quadil;
» Artroplastia parcial do quadril.

Para as fraturas transtrocanterianas pode ser ralizado:

» Fixação da fratura com placa e parafusos;
» Fixação com haste intramedular e parafusos.

Após a cirurgia, a reablitação é iniciada tão logo seja possível, ainda no hospital


Capacite-se para atender melhor os pacientes:
  • Anamnese - Passo a Passo para uma boa avaliação
  • Combo Joelho e Quadril - Cursos Online
  • Exercício para Ganho de Força Muscular: Prescrição Terapêutica

  • Gostou o texto? Nos siga nas redes sociais: Instagram, Facebook e Twitter

    Quer anunciar neste blog?
    Mande uma mensagem no Whatsapp clicando aqui

    Quer sugerir uma pauta?
    Mande uma mensagem no Whatsapp clicando aqui ou um email clicando aqui

    Poste um Comentário

    Tecnologia do Blogger.