Os sintomas e tratamento da escoliose


>





Séculos atrás , Hipócrates (séc.V AC) fez a primeira descrição sobre o problema da escoliose. Ambrose Paré (1510-1590) associou a escoliose congênita a maus hábitos posturais. Em 1895, graças a evolução da medicina e o advento dos raios-x, múltiplos fatores passaram a ser melhor analisados sobre esta patologia. Em 1948, John Cobb empregou o método de mensuração da escoliose que é utilizado até hoje.
A coluna vertebral vista de perfil apresenta suas regiões de curvatura chamadas de cifose e lordose. Quando olhada de frente, ou de costas, ela precisa estar reta. A escoliose é descrita simplesmente como o desvio lateral do eixo vertebral da coluna (figura abaixo) quando vista de costas.

Há diversas propostas de classificação da escoliose:

Idiopática: Aproximadamente 80% dos casos, são as que não tem causa definida;
Pós traumáticas: desenvolvida graças a um trauma sofrido ( acidente, queda, fratura);
Neuro-Muscular: geralmente conseqüências de distúrbios neurológicos ( distrofias, miotonias, hipotonias);
Congênitas ou Infecciosas: Mal de Pott, tumoral, síndrome de Marfan e de Ehlers-Danlos;

Diagnóstico

O diagnóstico é bem simples. No exame físico é notável o desvio tanto da coluna, como em alguns casos das costelas e diferença de altura do ombro. Para fechar o diagnóstico usa-se o teste de ADAM e raios-x com a mensuração do ângulo de Cobb e sinal de Risser.

Sintomas

Os sintomas dolorosos geralmente não aparecem durante a adolescência, mas é comum na fase adulta. A queixa mais comum de pais e pacientes são devido à aparência com deformidades.

Tratamento

O tratamento é longo e difícil. Principalmente porque a maioria dos casos é de causa desconhecida. O paciente deve estar assessorado com uma equipe multidisciplinar com médicos, fisioterapeutas e psicólogos.

Por se tratar de um problema da coluna, a osteopatia pode oferecer um alívio da dor e correção da estrutura através de técnicas de manipulação. Com ênfase especial à mecânica do corpo, a osteopatia tende a restabelecer a harmonia entre todas as estruturas que sustentam a coluna, e ao longo das sessões devolverem o equilíbrio da coluna ao seu eixo natural.

Uma boa opção para o tratamento da escoliose são o RPG associado as palmilhas posturais, pois elas atuam no pé, ajudando o seu corpo a reprogramar sua postura com estímulos nas plantas dos pés.

Está com dor e tem escoliose? Complete seu tratamento com seu  osteopata de confiança, ele saberá te ajudar !
Os sintomas e tratamento da escoliose Os sintomas e tratamento da escoliose Revisado by Faça Fisioterapia on 09:25 Nota: 5