A utilização das bolas infláveis na fisioterapia traumato-ortopédica e desportiva


>




As bolas infláveis, também conhecidas como bolas suíças, bolas terapêuticas ou simplesmente bolões, foram produzidas na Itália no início dos anos 60 pelo Sr. Aquilino Cosani como brinquedos de criança, e sua utilização terapêutica inicial foi no tratamento de bebês e recém-natos com problemas neurológicos. Só no início dos anos 70 é que a Dra. Susan Klein-Vogelbach, na Alemanha, começou a utilizar as bolas suíças com pacientes adultos na área da ortopedia e com outros problemas médicos. Meu primeiro contato com as bolas infláveis foi em 95 através da Dra. Joanne Posner-Mayer num curso no Brasil, sendo desenvolvido na parte desportiva e traumato-ortopédica em estudos com o Dr. José Roberto Prado Jr. e em workshops nos EUA no início de 97.

As bolas infláveis vão ser utilizadas terapeuticamente com vários objetivos, por exemplo: O alongamento muscular proporcionando o ganho de arco de movimento, as bolas vão proporcionar um suporte firme e confortável para a realização de todos os exercícios de alongamento analítico muscular e também vão auxiliar em várias posturas de alongamento global dando ao usuário a possibilidade de entrar e sair do final do arco de movimento de forma segura, graduando o arco final do movimento e utilizando a gravidade como auxílio; O aumento da força é um fator essencial no treinamento do movimento articular. A bola pode servir de resistência nos exercícios de fortalecimento, utilizando tanto a contração isométrica como a excêntrica e concêntrica, pode ser utilizada como apoio em exercícios de sustentação de peso corporal contra a gravidade e pode ser utilizada nos exercícios que otimizam a força num padrão funcional, ou seja, dentro das atividades de vida diária ou desportiva de cada indivíduo; No retreinamento da percepção sensorial estimulando a percepção do corpo do usuário no espaço através dos sistemas visual, somato-sensorial e vestibular, proporcionando uma integração da informação sensorial; Do equilíbrio através dos benefícios proporcionados pelo "desequilíbrio constante" que a bola proporciona, provocando rápidas respostas posturais nconscientes e ajustes que reforçam a coordenação entre os músculos posturais; O retreinamento da postura vai ser acessado através das características descritas em percepção visual e equilíbrio, mas vale ressaltar a qualidade de resposta do usuário, principalmente em relação a postura sentada, onde o corpo procura a estratégia motora mais eficiente para funcionar, impossibilitando a postura desleixada muito comum após algum tempo sentado; o treinamento cardiovascular também pode ser treinado através do simples fato de sentar na bola e quicar, progredindo gradativamente para seqüências de exercícios aeróbicos cada vez mais vigorosos, melhorando ou restaurando a integridade do funcionamento cardiopulmonar; e por fim a prevenção e o fitness onde as bolas infláveis podem ser utilizadas como material de apoio para aulas de ginástica em grupo ou individuais onde os exercícios podem ser tanto gentis como vigorosos dependendo do terapeuta ou instrutor de fitness que os apliquem, podendo proporcionar ,como já disse, uma melhora na performance dos sistemas cardiovascular, neuromuscular e músculo-esquelético.

Atualmente as bolas infláveis são amplamente utilizadas em hospitais, clínicas de fisioterapia e em academias de ginástica no mundo inteiro, sendo muito comum o paciente levar uma bola para casa quando passa por um tratamento em que as bolas são utilizadas.
A utilização das bolas infláveis na fisioterapia traumato-ortopédica e desportiva A utilização das bolas infláveis na fisioterapia traumato-ortopédica e desportiva Revisado by Faça Fisioterapia on 18:00 Nota: 5