Os ossos são formados por um tipo especial de tecido conjuntivo, o tecido ósseo, que possui uma matriz intracelular mineralizada. Esse tec...

Quais são os 5 tipos de ossos?









Os ossos são formados por um tipo especial de tecido conjuntivo, o tecido ósseo, que possui uma matriz intracelular mineralizada. Esse tecido, apesar do que muitos pensam, é formado por células vivas: os osteoblastos, osteoclastos e osteócitos. O primeiro grupo de células é responsável pela síntese da matriz óssea. Os osteoclastos atuam na reabsorção óssea. Já os osteócitos estão relacionados com a manutenção da matriz e reabsorção quando estimulados pelo hormônio da paratireoide.



Didaticamente, costuma-se classificar os ossos de acordo com a sua forma em cinco tipos principais: longos, curtos, planos, irregulares e sesamoides. Observe a seguir as principais características de cada tipo:

Ossos longos: Esses ossos apresentam maior comprimento em relação à largura e espessura. Dentre os exemplos de ossos longos, podemos citar o fêmur e a ulna.

Ossos curtos: Todas as dimensões (comprimento, largura e espessura) são equivalentes. Dentre os exemplos, podemos citar o tarso e o carpo.

Ossos planos ou laminares: Possuem pequena espessura e comprimento e largura equivalentes. Como exemplo, podemos citar os ossos do crânio.

Ossos irregulares: Esse tipo não apresenta uma forma geométrica definida. Como exemplo, podemos citar as vértebras.

Ossos sesamoides: Esse tipo de osso é pequeno e arredondado. O principal osso sesamoide é a patela.

Esses diferentes tipos de ossos estão ligados uns aos outros por meio das articulações ósseas, que podem ser móveis, como as do joelho, ou não permitirem a movimentação (fixas), como as articulações dos ossos do crânio.



Gostou o texto? Nos siga nas redes sociais: Instagram, Facebook e Twitter



Quer anunciar neste blog?
Mande uma mensagem no Whatsapp clicando aqui

Quer sugerir uma pauta?
Mande uma mensagem no Whatsapp clicando aqui ou um email clicando aqui

Através deste curso, você terá acesso aos mais atuais protocolos de Avaliação e Tratamento da chamada Fisioterapia Contemporânea, dentre eles: Termografia Clínica, Análise computadorizada de biomecânica, Estabilização segmentar, ventosaterapia, pilates e liberação miofascial. Clique aqui

O curso de Fisioterapia Ortopédica e Traumatológica contém informações detalhadas sobre o funcionamento e composição do sistema musculoesquelético, os tipos de lesões que podem afligi-los e as formas de tratamento. Clique aqui
>

Poste um Comentário

Faça Fisioterapia