É a d or/inflamação da inserção do tendão do músculo ao periósteo, que surge de forma progressiva e, por isso, diferencia-se da distensão ...

Periostite do Tibial anterior e posterior (Shinsplint ou Shinpain)








É a dor/inflamação da inserção do tendão do músculo ao periósteo, que surge de forma progressiva e, por isso, diferencia-se da distensão muscular;

               

Causas:

- Sobrecarga da articulação sobre a superfície irregular ou dura;

- Desequilíbrios posturais (queda da arcada plantar ou aumento);

- Esforços anormais ou errados;

- Alterações circulatórias locais;

- Hipertonicidade dos músculos Sóleo e Gastrocnêmio;

- Hipotonicidade muscular anterior;

 

Como controlar:

- Ela pode ser controlada durante a evolução inicial, se o atleta conseguir executar as atividades com o tornozelo um pouco em Dorso-flexão (DF);

- Uma outra forma de evitar essa evolução, é a execução de exercícios de flexibilidade dos músculos Gastrocnêmios e Sóleo durante a prática do esporte;

 

Tratamento:

Objetivos: - Eliminar a dor e a inflamação, restaurar o equilíbrio e a função local;

 

Manutenção e Educação Espotiva:

                - Alongar os músculos: Tibiais, ísquios-tibiais, Sóleo e Gastrocnêmios antes e após treinos e jogos;

                - Crioterapia (massagem com gelo de 5 a 10 minutos de aplicação local, após os treinos e jogos);

 

Atendimento fisioterápico:

 

Fisioterapia

tempo

observações

Calor úmido (longa duração)

± 30 minutos

↑ circulação e melhorar ٱ álgico

Massagem Gastroc/Tibiais

Ativar circulação

Evitar fricção forte local

Ultra-som

5 min. para cada

 

Ionização ou Tens

± 20 minutos

Dor e inflamação

Alongamentos

30 seg por 30 seg (evoluir para 1 minuto)

repetir 4 x cada

Ísquios-tibiais

Quadríceps

Gastrocnêmios

Sóleo

Tibiais (pé virado prancha)

Exercícios

10 repet para cada

Andar em várias posições

Reforço isotônico dorso-flexão

Reforço isométrico dorso-flexão

Evoluir

Bicicleta estacionária

 

 

FNP para resistência

 

Esfriar (crioterapia)

15 a 20 minutos

Somente após a fisioterapia

 

Cuidados:

- Erro comum é de friccionar o local com força, ou até com a Massagem Transversal Profunda;

- Manter todo o membro inferior em treinamento de flexibilidade;

- Elevar o salto do calçado na vida diária, evitar esforços desnecessários;

- Utilizar calçados próprios para corrida (amortecimentos);

- Executar os treinamentos, preferencialmente, em superfícies não duras;

- Verificar a possibilidade de utilização de palminhas especiais e/ou ligaduras funcionais para treinos e jogos;

 

                Como podemos observar, o tratamento da Periostite deve seguir uma regra bem definida, pois do contrário o processo de recidivas é quase que certo. E não devemos nos esquecer de que quando ocorrer novamente os desequilíbrios na parte baixa do membro inferior (perna) a dor com certeza retornará.



Gostou o texto? Nos siga nas redes sociais: Instagram, Facebook e Twitter



Quer anunciar neste blog?
Mande uma mensagem no Whatsapp clicando aqui

Quer sugerir uma pauta?
Mande uma mensagem no Whatsapp clicando aqui ou um email clicando aqui

Através deste curso, você terá acesso aos mais atuais protocolos de Avaliação e Tratamento da chamada Fisioterapia Contemporânea, dentre eles: Termografia Clínica, Análise computadorizada de biomecânica, Estabilização segmentar, ventosaterapia, pilates e liberação miofascial. Clique aqui

O curso de Fisioterapia Ortopédica e Traumatológica contém informações detalhadas sobre o funcionamento e composição do sistema musculoesquelético, os tipos de lesões que podem afligi-los e as formas de tratamento. Clique aqui
>

Poste um Comentário

Faça Fisioterapia